Credibilidade, Tradição e Profissionalismo
Há mais de 15 anos contribuindo para a realização de eventos nacionais e internacionais

Gilberto Dimenstein ganhou os principais prêmios destinados a jornalistas e escritores. Ganhou o Prêmio Nacional de direitos Humanos, além do Prêmio Criança e Paz do Unicef. Também foi agraciado com a Menção Honrosa da Faculdade de Colúmbia, em Nova York. Com “O cidadão de papel”, obteve uma premiação inédita para um livro educativo, considerado, em 1994, pelo júri do Prêmio Jabuti, a melhor obra de não-ficção. Ele é criador e coordenador pedagógico da Cidade Escola Aprendiz, um laboratório de inovações pedagógicas em São Paulo, indicado pela Unesco como referência mundial de inclusão social pela educação. Atua como colunista e membro do Conselho Editorial da Folha de S.Paulo, como também comentarista da CBN.

Gilberto Dimenstein é, na atualidade, um dos jornalistas brasileiros de maior renome internacional. Completou sua educação em escolas paulistas, tendo estudado na Faculdade de Jornalismo da Fundação Cásper Líbero.

Gilberto viveu em Nova York, onde foi um visiting scholar no Center of Human Rights da Columbia University. É membro da Comissão Executiva do Pacto da Criança coordenado pelo Unicef desde 1992, tendo sido nomeado expert on mission, por esse órgão. Uma bolsa de estudos lhe foi oferecida pela MacArthur Foundation para investigar a violência e prostituição da criança na Amazônia, entre 1991 e 1992, o que resultou no livro Meninas da Noite, já publicado em vários países, e gerou um documentário no programa Turning Point da rede ABC em agosto de 1994.

Seu livro A Guerra dos Meninos, foi patrocinado pela Unicef e ganhou tradução em diversos idiomas. Outro trabalho seu, O Cidadão de Papel, é uma obra sobre os direitos da criança, utilizada como livro-texto em escolas brasileiras, tendo sido agraciado com o Prêmio Jabuti (o mais importante da literatura nacional) de melhor livro não-ficcional de 1993. A Democracia em Pedaços também é de sua autoria. O Aprendiz do Futuro é seu mais recente trabalho.

Foi agraciado com vários prêmios, entre os quais vale ressaltar: Child and Peace - Information, da Unicef, 1993; Maria Moors Cabot, Special Citation, Columbia University, 1990; Prêmio Esso de Jornalismo, 1988. Em 1995, foi agraciado com o Prêmio Nacional de Direitos Humanos, juntamente com o Cardeal D. Paulo de Evaristo Arns.

Possui ampla experiência como jornalista, trabalhando em importantes órgãos da imprensa nacional: atua como colunista e membro do Conselho Editorial da Folha de S. Paulo, foi Diretor da sucursal da Folha de S. Paulo em Brasília; chefe da Agência de Notícias da Folha de S. Paulo; repórter do Jornal do Brasil, do Correio Brasiliense, da Revista Visão, do Jornal Última Hora, ente outros. Hoje atua também como comentarista da CBN-Central Brasileira de Notícias (Rede Globo).

Suas palestras versam sobre educação, novas habilidades do profissional do futuro, tecnologias aplicadas à educação, responsabilidade social (cidadania corporativa).

Formulário de contato